sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Primeira receita - Cookies reconfortantes

Olá pessoas!
Bom, essa é a primeira receita e acho que não haverá "pessoas" lendo.... Quem sabe no futuro, mais gente além do Chito, leia essa receita! Por favor amigos e familiares, se manifestem nos comentários - prometo um cookie para cada um! rs
Para iniciar os trabalhos, escolhi um cookie de chocolate que faço a alguns anos. Sempre gostei muito de cookies e queria uma receita que realmente fosse incrível. Essa é, podem acreditar! Peguei essa receita no programa Mais Você (isso não será recorrente por aqui... não sou devota da Ana Maria Braga e conto nos dedos de uma mão as receitas do programa dela que testei e deram certo!) e tem toda uma história engraçadinha em torno dela... Quem quiser pesquisar é só colocar o nome da receita, mas já adianto que envolve um turista mexicano, um cookie, uma garçonete gente boa (só que não!) e um empresário americano metido a espertinho.
O nome original da receita é Neiman-Marcus Cookies House Recipe e rende cerca de 120 cookies de uns 4 centímetros de diâmetro. Eu costumo fazer meia receita e me divirto horrores com essas delícias por dias.... Às vezes faço algumas adaptações e não coloco nozes, às vezes só coloco chocolate ao leite ou só amargo, tem dias que tem castanha de caju ou amêndoas perdidas aqui em casa e coloco elas pra jogo. Esses itens ficam a gosto do freguês! Agora chega de conversa e vamos a receita!



INGREDIENTES
- 2 xícaras (chá) de manteiga
- 2 xícaras (chá) de açúcar
- 2 xícaras (chá) de açúcar mascavo
- 4 ovos
- 2 colheres (sopa) de essência de baunilha (se tiver a natural, melhor ainda!)
- 4 xícaras (chá) de farinha de trigo
- 5 xícaras (chá) de aveia em flocos finos
- 1 colher (café) de sal
- 2 colheres (sopa) de fermento em pó
- 2 colheres (sopa) de bicarbonato de sódio
- 3 xícaras (chá) de nozes picadas (opcional)
- 1/2 Kg de chocolate meio amargo (podem ser as famosas gotas, mas costumo picar a barra e fica ótimo)
- 1/2 Kg de chocolate ao leite (podem ser as famosas gotas, mas costumo picar a barra e fica ótimo)


MODO DE PREPARO
1- Numa batedeira coloque a manteiga, o açúcar, o açúcar mascavo e bata até formar um creme. Adicione os ovos,  a baunilha e bata bem. Desligue a batedeira e transfira a mistura para uma tigela grande.  
2 - Junte a farinha de trigo e misture bem com o auxílio de um fuet. Acrescente a aveia liquidificada, o sal, o fermento em pó,  o bicarbonato de sódio e misture bem. Agregue as nozes picadas e o chocolate meio amargo até formar uma massa.
3 - Com as mãos faça pequenas bolinhas do tamanho de 1 colher de sopa (com +/- 32 g) e vá arrumando as bolinhas numa forma untada distante 5 cm umas das outras (elas vão se expandir no forno e ficar com formato de cookies). Quem tiver, pode usar um pegador de sorvete para fazer as bolinhas. Super funciona e elas ficam padronizadas. 





4 - Leve ao forno pré-aquecido a 200 graus por mais ou menos 20 minutos.  No meu forno é assim, mas no seu pode demorar um pouquinho mais ou um pouquinho menos - fique namorando os cookies da primeira fornada e marque o tempo, assim facilita para as próximas. Deixe os cookies esfriarem na assadeira e depois guarde-os em um pote bem fechado. 




É isso... agora é só fazer aquele leitinho, pegar o edredom, esquecer os problemas e se refestelar com essas gostosuras! 





quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Iniciando os trabalhos


    Quando criança, Chita dava trabalho para comer. Seu prato preferido era pizza e chocolate, mas a base da sua alimentação consistia mesmo em pão com requeijão! (iguaria apreciada até os dias de hoje!) Sua mãe, sua avó e suas tias ficavam doidinhas com isso e bem que tentavam oferecer um feijãozinho, uma bananinha, uma saladinha que fosse, mas Chita se recusava. Não entendia o porquê de experimentar essas coisas se já conhecia pão, queijo e chocolate! O que poderia haver de mais gostoso que isso?!
    Mas os anos foram passando, Chita foi mudando e até o pão com requeijão foi ficando de lado.... Chita queria ser magra e convenhamos que essa combinação não dá muito certo. Chita conseguiu ficar beeeemmm magrinha, mas não estava feliz. Sentia muita falta do seu pãozinho, das pizzas delicinha e do chocolate sempre tão companheiro. Aí ...Chita conheceu um mocinho – o Chito – que era um grande comilão. Ao contrário dela, ele já tinha experimentado muitas coisas e gostava muito dessa tal de comida.
    Chita se apaixonou e queria fazer bonito! Tomou coragem e foi... começou com uma tal de abobrinha, verdinha, bonitinha... Não é que era bom? Chita se surpreendeu, ficou um pouco ressabiada e pensou ser sorte de principiante. Mas seguiu firme, afinal esse Chito era tão esperto, devia conhecer mais coisas gostosas. Chita arriscou de novo e foi radical dessa vez – Chita experimentou jiló! E gostou! Depois de comer o tão mal falado jiló e ter pirado nessa gostosura, Chita se libertou. Tudo o que era comestível passou a ser de seu interesse. Chita só pensava em quanto tempo tinha perdido... Tantas coisas gostosas e ela marcando bobeira. Agora, ela só pensava em comer e experimentar tudo o que fosse possível.
    Esse blog é um fruto dessa vontade... Sejam bem vindos ao Chita na Cozinha!